• Unidade Centro (24h)
    (86) 3301-2500
  • Medical Leste
    (86) 3301-2510
  • WhatsApp
    (86) 99573-8479

Você sabe o que é e como é feito o Teste da Orelhinha?

4 de setembro de 2009

emissoes_otoacusticasO “Teste da Orelhinha”, cujo nome científico é Emissões Otoacústicas Evocadas,é  o mais recente método para detecção de perdas auditivas em recém-nascidos.

O exame é realizado por uma fonoaudiólogo(a), após o nascimento ou em qualquer faixa etária. Fácil, rápido e sem dor – Recado para as mamães: o Teste da Orelhinha é realizado com o bebê dormindo, em sono natural, é indolor e não machuca, não precisa de picadas ou sangue do bebê, não tem contra-indicações e dura em torno de 10 minutos. Viu que fácil.

O objetivo do exame é  detectar precocemente a deficiência auditiva. Não avalia o grau da perda, mas é capaz de detectar possíveis alterações auditivas “cocleares” nos primeiros meses de vida, possibilitando uma intervenção precoce que propiciará à criança um desenvolvimento de fala e linguagem próximo da normalidade.

O “Teste da Orelhinha” é tão importante quanto o “Teste do Pezinho” e deve ser realizado em todos os bebês, mesmo nos nascidos em condições normais de parto, sem antecedentes de casos de surdez na família ou fatores de risco aparentes. emissoes_otoacusticas2Isto porque apenas 30 a 50 % das crianças com deficiência auditiva apresentam 1 ou mais indicadores de risco. Nas demais, a deficiência auditiva é atribuida a causas desconhecidas.

APLICAÇÕES CLÍNICAS

- Triagem Auditiva Neonatal;
- Na Ototoxicose - alterações cocleares subclínicas causadas pela exposição a substâncias ototóxicas, como diuréticos (furosemide, ácido etacrínico), salicilatos, antibióticos aminoglicosídeos, podem ser diagnos-ticadas precocemente, ainda em fase reversível, através do registros das EOAs (Garruba et al., 1990).
- Na Deficiência Auditiva Induzida pelo Ruído
- No Diagnóstico Diferencial de Patologias Retrococleares

Escreva um comentário