• Unidade Centro (24h)
    (86) 3301-2500
  • Medical Leste
    (86) 3301-2510
  • WhatsApp
    (86) 99573-8479

Ruído excessivo x Audição

19 de novembro de 2009

O ruído alto e demorado pode danificar o ouvido, ocasionando perda no nervo auditivo. Isto ocorre mais em pessoas predispostas constitucionalmente (há pessoas mais predispostas que outras).

A exposição diária ao ruído não acostuma nem “fortalece” o ouvido. A lesão da parte nervosa do ouvido é progressiva e, portanto, vai “matando” aos poucos o ouvido.

A preocupação com esta possibilidade deve ocorrer quando o ruído é muito intenso (acima de 80 decibéis), mas também está em função do tempo de exposição.

Há, ainda, motivo de preocupação quando se tem que gritar para vencer o ruído de fundo, ou quando o ruído fere os ouvidos, faz com que apitem, ou, ainda quando se fica levemente surdo por algumas horas depois da exposição ao ruído.

As lesões, à exceção das iniciais, são definitivas, e, para evitar que atinjam este estágio, impõe-se que o ambiente de trabalho se submeta a uma medida do nível do ruído. Se for muito ruidoso, pode-se recorrer a abafadores, chamados “protetores acústicos”, que tem função de atenuar o ruído. Além disso, recomenda-se a realização de audiometrias periódicas. Caso se verifique piora progressiva da audição, o desejável é que se abandonem os locais de trabalho muito ruidosos.

Associação Brasileira de Otorrinolaringologia

Escreva um comentário