• Unidade Centro (24h)
    (86) 3301-2500
  • Medical Leste
    (86) 3301-2510
  • WhatsApp

Entrevista: Manoel Soares

19 de julho de 2010

Publicitário há mais de 20 anos e amante da fotografia há sete, o fotógrafo Manoel Soares de Albuquerque Neto, é um dos nomes mais citados nos trabalhos criativos que envolvem a publicidade e o marketing do Piauí. Manoel é um dos “cabeças” do projeto Dez Photo, e explica que é uma tentativa de tentar fazer algo pela fotografia em Teresina e no Piauí, observando que um dos pontos chaves do grupo, envolve a admiração mútua dos trabalhos dos integrantes, fato que foi o primeiro requisito para que este pudesse ser formado.

Um dos momentos mais gratificantes de sua carreira engloba o convite para apresentar a exposição “Apenas Olho” na Casa da Cultura em Teresina, episódio que  contribuiu para seu desenvolvimento, notoriedade, senso de auto-crítica e formação. Manoel Neto anseia fotografar nos grandes centros urbanos do mundo, tais como New York, São Paulo, Tokyo, Londres, Praga, para que as mesmas ganhem notoriedade em alguma campanha publicitária em revistas como a Casa Vogue, Rolling Stone ou Wired.

Porta para o CéuSobre projetos novos, confirma a existência de várias idéias prontas e em desenvolvimento, porém um projeto concreto e imediato é uma exposição em dupla com sua esposa, Eulália Pessoa, que é artista plástica.

Quando não está fotografando, Manoel adora cozinhar, além de apreciar uma boa leitura e um bom filme. Acerca de suas atividades esportivas, o fotógrafo se auto-denomina “corintiano roxo” e gosta de praticar natação, porém suas “braçadas” ficaram comprometidas com a correria do dia a dia.

Perfil
Nome completo: Manoel Soares de Albuquerque Neto
Formação: Comunicação Social – Publicidade e Propaganda (AESPI)
Publicidade e Vídeo há mais de vinte anos. Fotografia, 7 anos.
Casado, duas filhas. 15 e 21 anos.
Tenho a sorte de trabalhar com o que sempre gostei, que é comunicação e poder “falar” com muitas pessoas através das imagens que seleciono, gravo, capto, crio…
Curso: Photoshop avançado. Viagem, Triunfo – Pernambuco.
Hobbys: Música/Cinema/Leitura e Cozinhar
Atividade Física: Gosto de nadar mas ultimamente estou sem tempo. Esportes: gosto de futebol (sou corintiano roxo) e voleibol.

Entrevista

Qual paixão veio primeiro, a fotografia ou a publicidade?
A publicidade veio primeiro, mas a fotografia passou na frente. Ambas são minhas profissões e faço porque  gosto, como disse antes. Mas fotografia, hoje, me proporciona momentos mais felizes.

Como foi o seu início na fotografia?
Definitivamente com a fotografia digital. Apesar de conhecer todo o processo da fotografia de filme e ainda ter praticado, mas somente com o digital que me permitiu praticar e experimentar mais, devido a facilidade que a mesma proporciona.

Que tipo de equipamento (câmera, lentes, filmes, etc) você utiliza profissionalmente?
Câmera DSLR SONY ALPHA 700, Lentes 18-200mm, 11-18mm e 18-70mm.

E para um fotógrafo sem experiência, que tipo de câmera você indicaria? Por quê?
A mais simples possível, porém de uma boa marca (SONY, CANON, NIKON). Depois de sentir que gosta mesmo de fotografar é que se começa a investir, pois tudo ainda custa muito caro e cada vez mais a “brincadeira” vai aumentando.

lavadeira em floriano

Como foi apresentar a exposição “Apenas Olho” na Casa da Cultura em Teresina?
Foi um momento muito gratificante para mim, pois fui convidado a expor pela diretoria da Casa de Cultura, na época (Prof. Cibele Rocha), que, segundo esta, era admiradora de meu trabalho. Fui pego de surpresa, pois não tinha intenção ainda de realizar uma exposição individual. E isto contibuiu para meu desenvolvimento, notoriedade, senso de auto-crítica e formação, se bem que, formação é algo que nunca se completa. Todos os dias estamos aprendendo.

Você também completa o projeto Dezphoto, fala um pouco do projeto e sua participação.
O Dez Photo é uma tentativa, enorme, diga-se de passagem, de tentar fazer algo pela fotografia em Teresina e no Piauí. É um grupo de amigos fotógrafos que se uniram para conversar, discutir, se divertir e trabalhar para promover o debate acerca da importância da fotografia como linguagem, como profissão, como arte, enfim, sobre todos os aspectos que a envolvem. A admiração mútua dos trabalhos dos integrantes do grupo foi o primeiro requisito para que este pudesse vi a ser formado. A capacidade de se integrar e trabalhar com e ao lado de mais outras nove pessoas, hoje em dia, é o que move o grupo. União e força são fundamentais. E eu sou o que mais promove isto dentro do grupo. Aos poucos, os egos vão se acomodando e permitem que ideias brilhantes surjam, vindas de praticamente todos. Já fizemos dois Ciclos de Debates de Fotografia e conseguimos lotar os auditórios nas noites de sextas-feiras em que foram realizados com pessoas ávidas por ver e conversar sobre fotografia. O Dez Photo surgiu para acrescentar.

Tem algum lugar ou alguma campanha publicitária que você gostaria de fotografar e ainda não o fez?
Gostaria de fotografar os centros urbanos das maiores cidades do mundo (New York, São Paulo, Tokyo, Londres, Praga…) e que estas fotos fossem escolhidas para alguma campanha publicitária ou publicada numa revista como a Casa Vogue, Rolling Stone ou Wired.

Você tem algum projeto atual em andamento?
Tenho sempre várias ideias prontas e em desenvolvimento, porém um projeto concreto e imediato é uma exposição em dupla com minha esposa, Eulália Pessoa, que é artista plástica. Mas como todo projeto tem um quê de segredo, senão perde a graça, mais informações só daqui há algum tempinho…

skyline

Que conselho ou dica você daria para quem está começando a fotografar?
Se já descobriu realmente que gosta de fotografar, tem que estudar, fotografar, estudar mais e fotografar mais ainda. Funciona.

Qual é o segredo para se ter uma belíssima foto?
Não existe segredo. Existe trabalho duro e constante, altas doses de conhecimento e sorte, muita sorte.

Fotografia é…?
Arte. Aliás, esse é um assunto que se discute bastante no Dez Photo. Mas além de ser muitas outras coisas, ela é primordialmente ARTE!

Rapidinhas:

Um fotografo? Dois, pode ser? Cristiano Mascaro e Christopher Thomas
Uma paisagem? Alto da Sé, Olinda – PE
Uma câmera? A minha.
Uma modelo? Minha esposa.
Sua melhor foto? Uma das primeiras que fiz. “Porta para o Céu”.
Um momento não registrado? Todos em que não estava com minha câmera.
Fotografia no Piauí? Tem muita gente talentosa. Sou fã de vários. Mas a fotografia do Piauí só existe no Piauí.
Fotografia digital? É o presente. E o futuro até inventarem outra forma de se fotografar.
Uma trilha musical? BABEL – Gustavo Santaolalla – Faixa 10 10. Bibo no Aozora/Endless Fight/Babel (Ryuichi Sakamoto, Jaques Morelenbaum & Everton Nelson/Gustavo Santaolalla)
Preto e branco ou colorido? Ambos.

Por F.C. e Marilia Lustosa